Compreenda os riscos e a "janela diagnóstica" para testagem após exposição

A chegada do período de celebração do Carnaval -  conhecido por festas, blocos e animação por todo o país - também traz consigo um aumento potencial nos casos de síndrome retroviral aguda, associada à infecção pelo vírus HIV. Essa síndrome, caracterizada pelos primeiros sinais e sintomas de uma infecção pelo HIV, destaca a necessidade de conscientização sobre a prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Leonardo Vasconcelos, médico patologista clínico e Diretor de Ensino da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML), esclarece que a síndrome retroviral aguda muitas vezes se manifesta com sintomas inespecíficos, como dor no corpo, febre, cansaço, desânimo, cefaleia, dor de garganta e aumento de linfonodos. "Esses sintomas podem ser facilmente confundidos com os de uma virose comum, tornando essencial a realização de exames quando há exposição a riscos, como sexo desprotegido ou compartilhamento de agulhas", explicou o patologista clínico. 

A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) convida você a se tornar parte de uma comunidade dedicada à excelência na prática laboratorial e no avanço científico. Descubra como a associação à SBPC/ML pode impulsionar sua carreira, proporcionando benefícios exclusivos e oportunidades de crescimento.

Especialista da SBPC/ML ressalta a importância da especialidade e os desafios na formação especializada 

A medicina está constantemente evoluindo, e uma das áreas que vem ganhando destaque é a oncogenética. Essa disciplina inovadora surge como uma valiosa aliada na compreensão dos mecanismos genéticos por trás do câncer, oferecendo insights cruciais para diagnóstico precoce e tratamentos mais eficazes. A oncogenética é uma especialidade dentro da Patologia Clínica, e concentra-se no estudo das alterações genéticas associadas ao câncer, oferecendo uma abordagem precisa para diagnóstico e terapêutica. Sob a liderança de oncogeneticistas, especialistas em decifrar os códigos genéticos de tumores como pulmão, pele e próstata, essa especialidade utiliza testes moleculares para guiar decisões terapêuticas e antecipar prognósticos com base em dados genéticos.

Está no ar o Anuário de Indicadores SBPC/ML referente a 2022, um relatório consolidado de alguns Indicadores Laboratoriais do Programa de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais (PBIL), agora obtido por meio da moderna plataforma Metricare. O PBIL foi instituído em 2006, por meio de uma parceria entre a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) e a Controllab. Para acessá-lo, basta clicar neste link.

A primeira Jornada de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial da SBPC/ML será em Gramado, no Rio Grande do Sul, no dia 16 de março. O evento reunirá palestras de especialistas renomados e é voltado a médicos, biomédicos, farmacêuticos e outros profissionais que atuam em laboratórios clínicos, além de médicos residentes e alunos de graduação e pós-graduação.